eventos
Viseu
line
Museu Grão Vasco
foto Museu Grão Vasco

Arte do Românico ao Barroco

 

 

 

 

 

 

Fundado em 1916, o Museu de Grão Vasco tem existência no antigo Seminário, o edifício contíguo à Sé, designado por Paço dos Três Escalões, cuja construção teve início no final do séc. XVI. Dada a necessidade de obras profundas de reforma, encerrou ao público a 1 de Janeiro de 2001, por um período de dois anos. Todavia, parte significativa da sua colecção principal, a pintura quinhentista de Vasco Fernandes (Grão Vasco), de parceiros e colaboradores, nomeadamente de Gaspar Vaz, expõe-se na ala norte da Igreja da Misericórdia. Fruto de muitas acumulações, o acervo é constituído por obras de arte de diversa tipologia e cronologia. Aos objectos e suportes figurativos originalmente destinados a práticas litúrgicas (pintura, escultura, ourivesaria e marfins, do Românico ao Barroco), maioritariamente provenientes da Sé e de igrejas da região, acrescem peças de arqueologia, uma colecção importante de pintura portuguesa do séc. XIX, exemplares de faiança portuguesa, porcelana oriental e mobiliário. Transferidas para espaços alternativos, estas colecções estão a ser objecto de estudo e de tratamento.

 

Museu Histórico e Arqueologico

 

Constituído apenas em 1888, o Museu Histórico e Arqueológico de Viseu, da responsabilidade da Câmara Municipal de Viseu, reuniu até agora a colecção "Dr. José Coelho", alguns materiais de superfície encontrados em estações da região.

Uma apreciável colecção arqueológica é a que reuniu o Dr. José Coelho ao longo de pacientes anos. Após a sua morte foi doada pelos seus filhos à Câmara Municipal de Viseu.

A colecção é constituída por uma miscelânia de materiais que vão da Pré-História à época moderna.

Da Pré-História, sobressai uma placa-ídolo em forma trapezoidal encontrada no Mamaltar de Vale de Fachas. Está fracturada, o que não destruiu a decoração a ocre constituída por linhas onduladas. Ainda do mesmo período são vários trituradores de pedra, salientando-se uma pequena mó dormente com um denticulado a toda a volta e que serviria para esmagar substâncias delicadas como as utilizadas para fazer tintas.

Provenientes de várias antas da região são um vaso de fundo esférico, do Mamaltar de Vale de Fachas e duas urnas cinerárias achadas na escavação a que o Dr. J. Coelho procedeu na Necrópole do Paranho, Molelos. Estes vasos provam que já há vários milhares de anos o tratamento a que obedecia o fabrico da cerãmica de Molelos era o mesmo que nos nossos dias.

 

 

Horário
3.ª feira: 14.00h-18.00h; 4.ª feira a Domingo 10.00h-18.00h
Encerrado ao público à 2.ª feira e nos feriados de 1 de Janeiro, Domingo de Páscoa, 1 de Maio e 25 de Dezembro

 

Morada:

Adro da Sé 3500-195 Viseu

Tlf.: 232 422 049

Fax: 232 421 241

 

ww.patrimoniocultural.pt/pt/museus-e-monumentos/rede-portuguesa/m/museu-grao-vasco/

 

 

 

 

www.facebook.com/Museu-Nacional-Grão-Vasco-577283282362259/?fref=ts
line

topo
o que procura
onde
sombra
pesquisa
sombra
sombra


sombra

sombra