escapadinhas
Vila Real
line
Jardim Botânico da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
foto Jardim Botânico da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

 

 

 

 

 

 

O Jardim Botânico da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, reconhecido internacionalmente a partir de 27 de Maio de 1988, aquando da realização do 1º simpósio da Associação Ibero-Macaronésica de Jardins Botânicos, constitui uma das colecções vivas mais importantes de Portugal. Actualmente regista cerca de 1000 espécies vivas, formando parte de um variado conjunto arquitectónico - paisagista no interior do campus universitário (Quinta de Prados e Quinta de Nossa Senhora de Lurdes). A idealização deste jardim, projectado pelo Sr. Professor Luís Torres de Castro, sustenta-se sobre a integração permanente do visitante com o ambiente, ao longo de aproximadamente 80 Ha de superfície ocupados. Com esta finalidade o espaço contempla actualmente 17 colecções temáticas: Plantas arcaicas, Aromáticas e Medicinais, Fruteiras silvestres, Plantas de cobertura, Colecções de Relvas, Resinosas ornamentais, Mediterrânicas Calcicolas, Mediterrânicas Silicicolas, Mortórios do Douro, Arboreto Florestal, Ericáceas e Cistáceas, Mirtáceas e Fagáceas.

 

Museu Vivo

Cada uma das colecções está devidamente sinalizada nos mapas e guias do jardim, bem como a relação e localização das espécies vegetais que as compõem. Este pormenorizado sistema de indicação e orientação, acompanhado pela presença de placas de identificação in situ para as colecções e espécies, facilita o desenvolvimento de diversas actividades de carácter formativo e pedagógico: visitas guiadas, exposições temporárias e permanentes, aulas de educação ambiental, cursos especializados, etc..

Herbário 

O  Herbário (inserido no Departamento de Engenharia Biológica e Ambiental, Edifício das Geociências) foi fundado a nove de Janeiro de 1987 aquando da cedência de um duplicado herborizado da colecção do Instituto do Vinho do Porto, sendo o Director fundador o Eng.º Aguiar Macedo. Nele tem lugar uma intensa actividade científica no âmbito do estudo da flora e vegetação. Com a ajuda de métodos numéricos de análise, não só é estudada a expressão fenotípica de diversos géneros e espécies, a nível do País ou da Península Ibérica, como também a capacidade expressiva e análise fitoestrutural das comunidade vegetais de diferentes geossistemas.

Conservação

A conservação das espécies vegetais e o registo das mesmas é um dos objectivos prioritários do Jardim Botânico. Neste sentido são realizadas actividades, tais como: propagação de espécies em perigo de extinção no País, utilização de espécies silvestres com fins ornamentais, depósito de exemplares herborizados provenientes de Portugal, do resto do continente europeu e de outros. Este último proporcionou ao Herbário o deposito, até à data, de 15.000 exemplares, constituindo uma actividade constante no Jardim Botânico da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

www.jb.utad.pt

 




line
line

topo
o que procura
onde
sombra
pesquisa
sombra
sombra

sombra