escapadinhas
Esposende
line
Passeios Fluviais
foto Passeios Fluviais

 

 

 

Rio Neiva

O percurso que propomos, com a duração de uma tarde,  inicia na Ponte de Fragoso e final junto à foz. Se preferir um passeio menos longo, de cerca de duas horas, inicie o percurso no lugar do Minante, em Antas, junto à azenha.
Prepare-se para este percurso, aperte o colete e introduza a canoa nas águas do Neiva. Durante a viagem, e atendendo ao caudal do rio, terá que descer alguns rápidos e, em alguns casos, caso a transposição dos açudes não seja possível, transporte a embarcação à mão.

O Neiva é um rio fantástico, estreito, com margens bucólicas e detentoras de frondosa vegetação.
Começe e pagaiar e após alguns metros pare, perdurará o silêncio, o chilrear dos pássaros, o baloiçar da vegetação com o vento e a canoa a deslizar nas calmas e puras águas do rio. A sua imagem estará certamente reflectida nas águas cristalinas, como se de um verdadeiro espelho se tratasse.

Convidativo à adrenalina, eis o primeiro açude para descer de forma vertiginosa. Ultrapassamos o primeiro obstáculo com alguma dificuldade, mas impera a sensação de emoção, desejo e sonho, foi essa motivação que nos moveu até aqui. Com maior ou menor dificuldade transpomos os obstáculos que se deparam nesta expedição, onde se destacam os açudes das azenhas da Ponte Celta, da Ponte, do Grilo, e do Minante esse bucólico recanto onde poderá observar, ainda, uma azenha de moagem em plena laboração.

Depois de passar as duas pontes que transpõem o Neiva (A28), prepare-se para descer o açude da azenha do Grilo. Em Guilheta, perto da capela de Santa Tecla, o rio começa a alargar-se, sendo o pronuncio do final da nossa viagem, que se avizinha com o estuário do Neiva e o aproximar do Clube Náutico de Antas.

O entusiasmo do salpico das águas e as vertiginosas descidas dos açudes, conjugado com a contemplação da paisagem e os peixes que aqui e ali emergem e saltam, tornam esta expedição um verdadeiro exercício de memória e um apelo a nova aventura.

Características gerais

Percurso Fluvial
(canoa/kayak)
Motivação: natureza / ambiente
Local de partida: Ponte de Fragoso
Local de chegada: Foz do rio Neiva
Grau de dificuldade: médio/baixo
Distância aproximada: 8 km
Duração: 3 a 4 horas

 

 

Rio Cávado

O que propomos é um Percurso Naútico entre Esposende e a Barca do Lago, em Gemeses e regresso ao ponto de partida.

Pés e canoa na água, aperte e colete e acomode-se dentro da embarcação. Aqui, junto á foz do Cávado, o rio é largo no seu estuário. Começe a pagaiar em direcção a poente, no sentido da restinga, uma língua de areia que separa o mar do rio e protege, desta forma, o avanço do Atlântico sobre a cidade. O edifício que se encontra implantado em plena restinga, junto à águas do Cávado, é o Clube Naútico de Ofir. Aqui, siga através dos vários canais que se encontram no sapal entre o junco. São canais de águas pouco profundas e ligeiramente mais quentes, aproveitados para a desova por algumas espécies piscicolas. Também este sapal é procurado por algumas aves migradoras para refúgio e alimento.

Continuando a subir este rio, vislumbramos no horizonte o Clube Náutico de Fão, na margem esquerda, e a ponte de Fão. Passemos por baixo deste monumento da arquitectura do ferro e observemos a zona ribeirinha da vila de Fão, com o seu casario típico. Segue-se a zona do Caldeirão, ainda em Fão, antes da curva do rio, e Gandra na margem direita do rio. É agora tempo de ultrapassar uma outra ponte, esta bem mais recente e construída aquando das obras do IC1/A28.

Agora, na margem direita, a Quinta da Barca e a mancha verde do seu campo de Golfe de 9 buracos, bem como a sua Fluvina resguardo de embarcações de recreio dos moradores deste "resort".

Mais umas pagaiadas e estamos na curva da mítica Barca do Lago, local de passagem do Caminho de Santiago em barca que hoje não existe. Aqui poderemos parar e reflectir um pouco no areal da margem esquerda, pertença da freguesia de Fonte Boa. Se desejar, poderá subir um pouco mais este rio até ao Marachão, já na freguesia de Rio Tinto.

É tempo de descer o rio, em direcção ao ponto de partida. O rio vai-se alargando, sendo cada vez mais assoreado a caminho da Foz, tornando-se o correr do Cávado entre Fão e Esposende muito lento até ao mar.

Características gerais

Percurso Fluvial
(canoa/kayak)
Este percurso pode ser efectuado a bordo do Rabumba, uma embarcação propriedade do Fórum Esposendense que realiza regularmente viagens no rio Cávado.
Motivação: natureza / ambiente
Local de partida: Junto ao ISN em Esposende
Local de chegada: Junto ao ISN em Esposende
Grau de dificuldade: baixo
Distância aproximada: 7 km
Duração: 3 horas

 




line
line

topo
o que procura
onde
sombra
pesquisa
sombra
sombra

sombra


sombra