escapadinhas
Coimbra
line
Penedo da Saudade
foto Penedo da Saudade

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Penedo da Saudade é um parque e miradouro da cidade de Coimbra, construído em 1849, de onde se avista a parte oriental da cidade até ao rio Mondego, a serra do Roxo e a serra da Lousã.

Ligado à cultura coimbrã e à sua academia, neste espaço pode encontrar entre uma vegetação diversificada, inúmeras placas comemorativas de eventos ligados à vida académica, além de poesias de alunos. A mais antiga data de 1855.

 

Assente numa cornija greso-conglomerática, com 50 metros de altura, que formava a parte côncava de um antigo meandro do Rio Mondego, o Penedo da Saudade é um dos mais belos miradouros de Coimbra. Deste espaço romântico e paradisíaco é possível avistar a parte oriental da cidade até ao rio Mondego, a serra do Roxo e, em dias de boa visibilidade, a extremidade ocidental da cordilheira central, a Serra da Lousã com 1204 metros de altitude.
O Jardim distribui-se por diferentes patamares, num aproveitamento perfeito da topografia local. Na área adjacente à avenida, o espaço está dedicado à homenagem de algumas figuras de vulto da nossa cultura, à entrada a estátua de João de Deus, poeta e pedagogo, e, mais à frente, o busto de António Nobre, ao fundo, o de Eça de Queirós, comemorativo dos 100 anos da sua morte.
Profundamente ligado à cultura coimbrã e à sua academia, são inúmeras as placas comemorativas de eventos académicos e reuniões de curso. Verdadeiros ex-libris deste espaço, as placas mais antigas datam de 1855 e estão espalhadas por diversos pontos do Jardim. Contudo, é de visita obrigatória a "Sala dos Cursos? e a ?Sala dos Poetas?.
Em cada canto existe um banco, muitos deles escavados ou integrados nos afloramentos de grés, que convidam os visitantes ao repouso, à reflexão, ou mesmo à contemplação da natureza. Espaços como a ?Sala de Leitura?, proporcionam o ambiente adequado para a leitura de um livro. Os amantes da botânica podem admirar alguns exemplares da nossa flora autóctone, que se misturam com espécies introduzidas.

 

A "Sala dos Cursos" e a "Sala dos Poetas" são dois espaços de visita obrigatória.

 




line
line

topo
o que procura
onde
sombra
pesquisa
sombra
sombra

sombra


sombra